Ele disse aos bombeiros que carregador do celular havia explodido.

Causa do fogo ainda não foi confirmada por perícia.

Morre em Xanxerê homem ferido após explosão de carregador de celular; perícia vai apurar O homem de 31 anos que teve cerca de 50% do corpo queimado em Xanxerê, no Oeste catarinense, morreu no hospital na tarde de domingo (12).

Durante o atendimento dos bombeiros, na terça-feira (7), Emerson Ribeiro de Paula disse aos socorristas que o carregador do celular havia explodido e que o fogo se alastrou pelo colchão.

A causa do incêndio ainda precisa ser confirmada por perícia, que ainda não tinha ficado pronta até a tarde desta segunda (13). O caso ocorreu na madrugada de terça, por volta das 4h, no Bairro Vila Sésamo.

Conforme o Corpo de Bombeiros, a vítima foi encontrada na sala de casa, consciente, e teve queimaduras de primeiro e segundo grau nas pernas.

Ele é paraplégico, segundo os bombeiros. "Apesar de inicialmente os relatos serem de uma explosão, a perícia está sendo concluída.

A partir do momento que nós concluirmos a perícia, a gente vai encaminhar esse caso para a Polícia Civil para o término das investigações", afirmou o tenente do Corpo de Bombeiros Juliano Antônio Vieira. No dia do acidente, a vítima foi coberta por mantas de alumínio, utilizadas para a proteção dos ferimentos, e conduzido ao Hospital Regional São Paulo, onde morreu na tarde de domingo.

Cuidados com carregadores Independentemente do resultado da perícia, o bombeiro alertou para alguns cuidados.

"Sempre que você for carregar o seu equipamento eletrônico, mantenha-o sem utilização, deixe-o somente carregando porque neste momento estão passando correntes elétricas no seu aparelho, que vêm da rede de distribuição da residência, e essa transferência de energia pode atingir você", explicou. Outro destaque são os carregadores não oficiais, que têm um custo menor.

Contudo, de acordo com os bombeiros, não possuem alguns sistemas de segurança que são necessários. "É porque faltam aí equipamentos de segurança para o consumidor final, mas que muitas vezes são deixadas de lado essas recomendações em razão de outros fatores.

É importante salientar para sempre procurar carregadores com o selo da Anatel [Agência Nacional de Telecomunicações].

Nesse selo da Anatel, ele tem uma numeração que você consegue verificar no site da Anatel se corresponde ao carregador que você comprou", disse o tenente. Veja mais notícias do estado no G1 SC